Zoológico de São Bernardo recebe novos moradores

Via ABCD Maior | www.abcdmaior.com.br

zoologico-de-sao-bernardo-recebe-novos-moradores-grupo-discom-1

Batizada com o nome de Jabuticaba, a filhote de gambá é uma das novas moradoras do Zoo. Foto: Raquel Toth

Parque Estoril ganhou nos últimos dias um veado e filhotes de coruja, onça parda e gambás

O Zoológico Municipal de São Bernardo, no Parque Natural Municipal Estoril, recebeu recentemente, entre outros animais, um filhote de coruja e um de veado. Eles estão se recuperando e passam por adaptação ao novo ambiente.

O filhote de coruja foi levado até o Zoo pela Defesa Civil de Ribeirão Pires, e a suspeita é que tenha caído do ninho por conta de alguma ventania. Já o filhote de veado foi encontrado pela polícia depois que alguns cachorros correram atrás do animal.

O veterinário do Zoo, Marcelo da Silva Gomes, explicou que, por terem vivido pouco tempo na mata, os animais não devem ser devolvidos a seus hábitats naturais. “Apesar de estarem em boas condições de saúde e se recuperando bem, os filhotes não tiveram tempo de aprender a sobreviver na mata, por isso devem ficar aqui”, disse.

DOBRO DO PESO

Já os dois filhotes de onças pardas que estão no local há cerca de um mês estão se recuperando bem e dobraram de peso neste período. O ouriço, que também está no Zoo desde a mesma época, igualmente se recupera bem.

O espaço também recebeu filhotes de gambás. “Eles se recuperaram bem e estavam ficando um pouco agressivos. Como já apresentavam boas condições, os devolvemos no mesmo local em que foram encontrados”, disse o veterinário.

Outros quatro filhotes de gambá chegaram ao espaço pelas mãos da GCM (Guarda Civil Ambiental) de São Bernardo. Neste caso, os animais devem permanecer no zoo para participar de atividades de educação ambiental.

ANIMAIS DA MATA ATLÂNTICA

Atualmente, o Zoológico do Estoril conta com cerca 250 animais, de 65 espécies diferentes, todas de origem brasileira, sendo 70% deles da Mata Atlântica. Entre as espécies estão anta, macaco prego, mão pelada, irara, araras, papagaios, tucanos, jacaré, cobras, corujas e a jaguatirica, a mascote do zoo, escolhida pelos alunos da rede municipal de educação por concurso.

Gomes explicou que o foco do trabalho desenvolvido no Zoo é recuperar os animais e devolvê-los a seu hábitat natural, o que nem sempre é possível. “Para que isso ocorra, os animais têm que estar totalmente recuperados, caso contrário podem morrer de fome ou se tornarem alimento para algum predador”, explicou.

Em 2014, o Zoológico recebeu cerca de 150 animais provenientes de apreensões feitas pela fiscalização ambiental. No mesmo período, cerca de 500 aves ficaram temporariamente no zoológico sendo, posteriormente, encaminhadas para o Parque Ecológico do Tietê e devolvidas à natureza.

SERVIÇO

O Zoológico fica no Parque Natural Municipal Estoril – rua Portugal, 1.100, Riacho Grande – e funciona de quarta a domingo, das 9h às 17h.

Via ABCD Maior | www.abcdmaior.com.br
Postado por: Grupo Discom | www.grupodiscom.com.br

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *