São Bernardo intensifica treinamento de 1.000 profissionais da Saúde para vacinação

 Objetivo é estabelecer protocolos de segurança a serem cumpridos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI)

Prefeitura de São Bernardo, por meio do departamento de Vigilância Sanitária, intensificou nesta segunda-feira (18/01) o treinamento de aproximadamente 1.000 profissionais de Saúde, que estarão envolvidos diretamente na campanha de vacinação contra a Covid-19. O objetivo é estabelecer os protocolos de segurança a serem cumpridos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). Hoje, São Bernardo já conta com estrutura preparada para início da vacinação, assim que as doses forem enviadas à cidade.

Na primeira fase de vacinação estarão contemplados os profissionais de Saúde, que atuam na linha de frente no enfrentamento ao Coronavírus, bem como as Instituições de Longa Permanência de Idosos. A expectativa é que as doses serão enviadas à cidade nos próximos dias dentro do PNI, após aprovação do uso emergencial pela Anvisa das vacinas de Oxford e CoronaVac, no último domingo (17/01).

“Nosso planejamento antecipado permitiu que nossa estrutura já estivesse preparada para a aplicação das primeiras doses. Esperamos que seja um procedimento tranquilo e que as pessoas respeitem o processo, evitando aglomeração e tumulto nos equipamentos de Saúde, bem como mantendo o uso de máscara e demais cuidados, em meio à pandemia que ainda estamos atravessando”, declarou o prefeito Orlando Morando.

O município conta com 28 mil profissionais de Saúde, que compõe a rede municipal e privada de Saúde. A prioridade será para aqueles trabalhadores que atuam na linha de frente do enfrentamento ao Coronavírus.

“A medida que o município for sendo abastecido com as doses, poderemos contemplar toda a grade de vacinação estabelecida pelo PNI. A rede está estruturada e pronta para isso. Todos os profissionais envolvidos neste processo estão sendo treinados, com simulações de situações que podem ocorrer durante o processo de vacinação, para que todos possam estar preparados em eventos adversos e formular protocolos de rotina de trabalho. Todo o treinamento está sendo feito em sistema de rodízio para evitar aglomerações”, esclareceu o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple. De acordo com o chefe da pasta, os estudos devem continuar com o monitoramento das pessoas que receberão as doses.INSUMOS – A cidade já conta com aproximadamente 400 mil kits de seringas e agulhas em estoque, o que garante o início da campanha assim que as doses forem enviadas.

Fonte: ABC do ABC
Postado por Grupo Discom

 

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *