Santo André decreta fechamento de estabelecimentos comerciais a partir de hoje

A Prefeitura de Santo André decretou a suspensão de atendimento presencial nos estabelecimentos comerciais da cidade. A medida, que entra em vigor a partir de hoje (23), tem vigência até o dia 5 de abril.

Com a iniciativa, estabelecimentos como centros comerciais, lojas, bares, restaurantes, cafés e lanchonetes deverão permanecer fechados. Apesar de fisicamente estarem fechados ao público, os estabelecimentos que servem alimentos e bebidas poderão manter as atividades internas e atender pedidos por telefone, além de realizar serviços de entrega através de delivery.

“Santo André está mobilizada em minimizar danos e salvar vidas. Por isso, adotamos medidas protetivas para causar um menor impacto econômico e estrutural à nossa gente. Nosso bem maior é a vida de quem amamos. Por isso, fique em casa!”, alertou o prefeito Paulo Serra.

O decreto foi publicado no último domingo (22) e permite o funcionamento de estabelecimentos que prestam serviços considerados essenciais, como na área da saúde, que engloba hospitais, clínicas e farmácias.

No setor de alimentação podem funcionar hipermercados, supermercados, mercados, padarias, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e outros centros de abastecimento de alimentos, lojas de venda de água mineral, lojas de conveniência e lojas de venda de alimentação para animais.

Postos de combustíveis também continuarão funcionando, porém prestando atendimento de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h, devendo permanecer fechados aos domingos e feriados.

Os estabelecimentos autorizados a funcionar deverão intensificar as ações de limpeza, disponibilizar álcool gel aos seus clientes e funcionários, além de divulgar informações sobre prevenção e disseminação do novo coronavírus.

Em casos de descumprimento do decreto, a Prefeitura de Santo André poderá adotar medidas como cancelar o alvará de funcionamento do estabelecimento e suspender os termos de permissão de uso concedidos a profissionais autônomos. Será também intensificado o combate ao comércio ambulante ilegal.

 

Fonte: ABC do ABC

Postado por Grupo Discom | Grupodiscom.com.br

 

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *